Shantala – A arte de massagear bebês e crianças

Facilitadora: Greyci Sampaio Mãe, cuidadora, estudiosa da Shantala e atividades lúdicas e pedagógicas, estudante de pedagogia. Data: 16/04/2016 Horário que atende a sua família, escolha: Primeiro horário do dia: 9:00 às 11:00 Segundo: 13:00 às 15:00 Terceiro e último horário do dia: 16:00 às 18:00 Escolha um grupo: Grupo 1: crianças especiais; Grupo 2: bebês até 02 […]

https://arteterapiamga.wordpress.com/2016/02/23/oficina-de-shantala-a-arte-de-massagear-seu-bebe/

“Músicas motivacionais” saibam como elas funcionam!

A música pode ser uma força muito poderosa. Na verdade, no passado ela foi proibida para evitar que os atletas ganhassem uma vantagem desleal nas competições. Por quê? Por sua capacidade de ativar e aumentar a resistência. Muitas pessoas que saem para correr um pouco escolhem sair com fones de ouvido desde casa. A questão […]

https://brpsicologia.wordpress.com/2015/10/23/musicas-motivacionais-saibam-como-elas-funcionam/

Medicina Integrativa: Conheça alguns métodos que podem auxiliar no tratamento

Cada vez mais as pessoas utilizam reiki, acupuntura, meditação e musicoterapia como recursos complementares à medicina tradicional para aliviar dores e manter o equilíbrio do corpo e da alma. Muitos pacientes com câncer estão interessados em tentar terapias alternativas que possam ajudá-los. Se o câncer o fizer sentir sem controle sobre sua saúde, tratamentos alternativos […]

https://cuidedeseurim.wordpress.com/2015/12/03/medicina-integrativa-conheca-alguns-metodos-que-podem-auxiliar-no-tratamento/

Alive Inside: o poder de transformação da música em pacientes com Alzheimer

Imagine um idoso com Alzheimer, vítima de grave perda de memória, que não reconhece os filhos, não se comunica há anos com outras pessoas, simplesmente despertar, em poucos segundos, e voltar a lembrar de muitos momentos de sua vida, para emoção de seus familiares. Não, não se trata de uma nova droga no mercado, com […]

https://thomasguida.wordpress.com/2016/02/10/alive-inside-o-poder-de-transformacao-da-musica-em-pacientes-com-alzheimer/

Sobre blogar

  
Blogar é dedicar horas do seu dia para transmitir algo e na minha opinião sem valor algum, acredito que blogar 16’s é sinônimo de diário 80’s . 

Cada um fala do que bem entende e às vezes,  muita gente do que não entende bulhufas. O que importa é o prazer. 

Existe uma liberdade por detrás dos blogs. Você não precisa ser “alguém” conhecido para ter milhões de seguidores, ser você mesmo é o suficiente. 

Ter um blog é cuidar de uma plantinha, diariamente, frequentemente. 

É um terreno livre de quaisquer questionamento. A liberdade de expressão alcançou o planeta, e boa engole a cada app novo hehehe. 

Aqui, onde nascem todos os dias blogueiras e alfinetes, projetos fitness e etc, todo mundo pode escrever um cadinho de história nessa geração que mais me faz lembrar o “The Jatsons”. 

  
Sobre blogar o que ama, o que dá prazer e dar prazer aos outros todo mundo merece uma colher de chá de bloguer. 

Eu falo muito de mim, dos meus desafios e  mensagens sobre como a musicoterapia mudou a minha vida e quão grande é o poder dela na sua vida. 

E você, vamos trocar? 

Musicalização Infantil

images-2Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2010 comprovou a influência da música no desenvolvimento cognitivo dos bebês. E, apesar de o estudo ter sido realizado com recém-nascidos prematuros e que tiveram algum tipo de complicação, a musicalização também é indicada para crianças de várias idades e que nunca passaram por problemas. De acordo com a professora da Escola de Música da universidade, Maria Betânia Parizzi, a partir dos seis meses de idade as mães já podem iniciar as aulas de musicalização em instituições que contam com profissionais capacitados.

“O processo de musicalização consiste em estimular os bebês com sons, timbres musicais, para que eles comecem a ampliar o seu repertório auditivo e possam começar a tentar repetir e participar dessa formação do som e das músicas”, explica Maria Betânia.

As aulas ainda contam com a participação dos pais, e o foco principal é mostrar para as crianças as mais variadas possibilidades de músicas na expressividade do rosto ao cantar e pronunciar as palavras.

“É possível começar esse processo em casa. A mãe pode cantar sempre mantendo o contado visual com o bebê. Enquanto canta, a mãe pode dançar com o filho. Fazendo isso, rapidamente o bebê já vai estar interagindo com a mãe e imitando os gestos”, explica a professora.

Conforme a criança vai crescendo, é possível avançar no processo de musicalização. O aluno pode começar a aprender a tocar instrumentos e pode ser estimulado a criar músicas. “Uma forma de estimular essa criação é brincar de criar músicas para personagens, como a música do leão, a do coelhinho”, diz Maria Betânia.

Desenvolvimento. A dentista Fabiana Vasconcelos, 35, matriculou a filha Rafaela nas aulas de musicalização desde os seis meses. Hoje, a menina tem 1 ano e 11 meses. “A Rafaela já fala superbem, conversa normalmente e não tem nenhuma dificuldade de comunicação. E para minha filha, as aulas são uma grande diversão. Ela leva como uma brincadeira, o que deixa a atividade ainda mais saudável”, conta.

Poluição Sonora

Efeitos negativos da poluição sonora na saúde dos seres humanos:

· Insônia (dificuldade de dormir)


· Estresse


· Depressão


· Perda de audição


· Agressividade


· Perda de atenção e concentração


· Perda de memória


· Dores de Cabeça


· Aumento da pressão arterial


· Cansaço


· Gastrite e úlcera


· Queda de rendimento escolar e no trabalho


· Surdez (em casos de exposição à níveis altíssimos de ruído)



Recomendações importantes:


Para evitar os efeitos nocivos da poluição sonora é importante: evitar locais com muito barulho; escutar música num volume de baixo para médio; não ficar sem protetor auricular em locais de trabalho com muito ruído; escutar walk man ou mp3 player num volume baixo, não gritar em locais fechados, evitar locais com aglomeração de pessoas conversando, ficar longe das caixas acústicas nos shows de rock e fechar as janelas do veículo em locais de trânsito barulhento.

Novidade para as mamães

Uma empresa espanhola criou um aparelho para grávidas um tanto quanto polêmico. O “Babypod”, que tem um dispositivo para ser inserido dentro da vagina, promete fazer o bebê ouvir música dentro do útero.

Segundo a empresa, a justificativa é que o bebê percebe os sons “muito amortecidos” através da barriga. Já com o aplicativo, a gestante pode escolher as músicas que deseja que o bebê ouça e também pode gravar mensagens para o filho com a própria voz.

O Instituto Marquez, centro internacional de ginecologia, obstetrícia e reprodução assistida de Barcelona, na Espanha, testou o dispositivo em centenas de mulheres e comparou a música tocada através da barriga e a vaginal. O resultado mostrou que os bebês que ouviram a música por meio do dispositivo intravaginal abriram a boca e colocaram a língua para fora.

O aparelho deve ser conectado a um smartphone ou MP3 e depois inserido na vagina. Ele pode ser usado a partir da 16ª semana de gestação, com uso recomendado de 10 a 20 minutos por dia.

O custo médio do BabyPod é de R$ 550, já com a taxa de entrega no Brasil.